Selton Mello

Selton Mello iniciou sua carreira de ator aos 8 anos de idade. Em mais de 30 anos de carreira foram muitos trabalhos na tv, no teatro e no cinema. Mas é no cinema que construiu uma sólida trajetória sendo reconhecido pelo público e pela crítica. Entre seus principais trabalhos como ator no cinema, destacam-se: “Lavoura Arcaica”, de Luiz Fernando Carvalho, “O Auto da Compadecida” e ” Lisbela e o Prisioneiro”, de Guel Arraes, “A Erva do Rato” de Julio Bressane, “O Cheiro do Ralo”, de Heitor Dhalia, ”Árido Movie” de Lirio Ferreira, “Meu nome não é Johnny”, de Mauro Lima, e “Jean Charles”, de Henrique Goldman. Recebeu inúmeros prêmios dentro e fora do Brasil.

A partir de 2004 , passou também a trabalhar como diretor, roteirista, montador e produtor. Dirigiu teatro, videoclipes, programas de tv como “Tarja Preta” do Canal Brasil, o curta-metragem “Quando o tempo cair”, e estreou na direção de longa-metragem com o filme “Feliz Natal”, em 2008.

“O Palhaço” (2011) , filme em que foi diretor, ator,  co-roteirista, co-montador e co-produtor foi um sucesso nas bilheterias, com um público de 1,5 milhão de pessoas e foi também celebrado pela crítica. Recebeu mais de 50 prêmios nacionais e internacionais e foi consagrado no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro vencendo em 12 categorias. “O Palhaço” foi escolhido como o representante brasileiro para disputar uma vaga entre os finalistas na categoria de Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2013.

Co-dirigiu a série “A Mulher Invisível” para a TV Globo, que foi a vencedora do Emmy Award, em 2012, pelo Melhor Programa de Comédia na Tv .

Selton é o diretor de 3 temporadas da prestigiada série “Sessão de Terapia”, do GNT, adaptada do sucesso israelense “Bi Tipul”, de Hagai Levi, e visto em mais de 25 países.

Atualmente trabalha na finalização de seu terceiro longa-metragem, baseado no livro “Um Pai de Cinema”, de Antonio Skármeta.

Seja um associado

Seja sócio da Academia Brasileira de Cinema e participe da votação e da cerimônia de premiação mais importante do Cinema Brasileiro.