LUIZ CARLOS BARRETO

Luiz Carlos Barreto foi jornalista profissional, repórter e fotógrafo da Revista O Cruzeiro nos anos 50 até 1965, tendo sido correspondente dessa revista na Europa, durante dois anos – 1953/1954.

Como repórter, cobriu importantes acontecimentos nacionais e internacionais e graduou-se em letras pela Sorbonne, em Paris.

Começou no cinema em 1961, como co-autor do roteiro e co-produtor do filme “O ASSALTO AO TREM PAGADOR”, dirigido por Roberto Farias. Essa película obteve um enorme sucesso, tanto no Brasil, como fora do país. A partir de então, começou uma série de grandes produções cinematográficas, divididas com uma importante atividade política e cultural. Luiz Carlos Barreto é um dos homens chaves do chamado Cinema Novo, que revolucionou o Cinema Latino Americano.

Como diretor de fotografia em cinema é autor das concepções fotográficas de Vidas Secas e Terra em Transe, que revolucionaram o estilo fotográfico dos filmes brasileiros.

Hoje, Luiz Carlos Barreto, juntamente com sua mulher Lucy Barreto, detém a marca da produção de mais 70 filmes brasileiros de curta e longa-metragem, entre os quais, pode-se destacar: “ASSALTO AO TREM PAGADOR”, “VIDAS SECAS”, “A HORA E A VEZ DE AUGUSTO MATRAGA”, “O PADRE E A MOÇA” “TERRA EM TRANSE”, “DONA FLOR E SEUS DOIS MARIDOS”, “BYE, BYE BRAZIL”, “ÍNDIA, A FILHA DO SOL”, “INOCÊNCIA”, “MENINO DO RIO”, “LUZIA HOMEM”, “O BOTO”, “GARRINCHA, ALEGRIA DO POVO”, “AMOR BANDIDO”, “MEMÓRIAS DO CÁRCERE”, “ROMANCE DA EMPREGADA”, “O QUATRILHO”, “O QUE É ISSO, COMPANHEIRO?”, “BELA DONNA”, “BOSSA NOVA”, “2000 NORDESTES”, “A PAIXÃO DE JACOBINA” , “O CAMINHO DAS NUVENS” e “O CASAMENTO DE ROMEU E JULIETA”, “SONHOS E DESEJOS”, “GRUPO CORPO 30 ANOS – UMA FAMÍLIA BRASILEIRA”, “CAIXA DOI$”, “POLARÓIDES URBANAS”, “O HOMEM QUE DESAFIOU O DIABO” entre outros, além de marcar presença também em produções para televisão, Internet, telefonia celular e publicidade. Seu mais recente longa-metragem, “LULA, O FILHO DO BRASIL”, foi selecionada para representar o Brasil na corrida para a indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2011.

Seja um associado

Seja sócio da Academia Brasileira de Cinema e participe da votação e da cerimônia de premiação mais importante do Cinema Brasileiro.